Acabo de urinar e continuo com vontade: O que fazer? | Dr. Eduardo Costa

acabo de urinar e continuo com vontade

“Acabo de urinar e continuo com vontade.” – Está é uma das queixas mais frequentes que os médicos urologistas escutam no consultório.

E isso causa um incômodo significativo na vida de homens e mulheres, pois atrapalha a sua concentração, rendimento no trabalho e prejudica a qualidade de vida.

Este sintoma apresenta diversas causas e tratamentos específicos, que variam desde alterações no estilo de vida até cirurgias.

O objetivo deste artigo é explicar o que causa esse sintoma e os tratamentos para esta condição.

Porque acabo de urinar e continuo com vontade?

Este sintoma é chamado de tenesmo vesical. Ou seja, a sensação de que a bexiga continua cheia, mesmo após urinar completamente.

Ele é um sintoma irritativo da bexiga, ou seja, a sua presença não indica uma doença específica.

Diversas doenças e alterações podem manifestar este sintoma, sendo essencial uma investigação minuciosa para identificação e tratamento adequados.

O que causa a sensação de bexiga cheia mesmo depois de urinar?

Diversas doenças podem causar a sensação de bexiga cheia, sendo basicamente divididas em doenças:

– Infecciosas

– Inflamatórias

– Obstrutivas

– Neurológicas

– Psicológicas

A seguir, falaremos sobre cada uma delas e o seu devido tratamento.

Infecciosas

Esta é uma das principais causas.

As infecções urinárias do trato urinário baixo, como as cistites e uretrites são extremamente comuns, principalmente nas mulheres.

De acordo com um estudo científico publicado na revista Therapeutic Advances in Urology, aproximadamente 50% das mulheres vão apresentar um episódio de infecção urinária na vida.

Esta maior incidência deve-se ao fato das mulheres apresentarem uma uretra mais curta e pela proximidade da região anal e vaginal.

No entanto, os homens também podem apresentar infecções urinárias.

No adulto jovem, ela é causada principalmente pelas infecções sexualmente transmissíveis, como a infecção pelo gonococo e clamídia.

Já nos indivíduos idosos, podem ocorrer infecções devido à dificuldade de eliminação da urina (por alterações prostáticas) e a proliferação bacteriana.

O diagnóstico da infecção urinária é realizado pela história, exame físico e exame de urina com urocultura e antibiograma.

A partir disto, será possível identificar o agente patológico e decidir o melhor antibiótico para o seu tratamento.

Inflamatórias

Outra causa muito importante são as causas inflamatórias, que muitas vezes são confundidas com as infecciosas, mas que não necessariamente estão presentes concomitantemente.

Os cálculos renais e vesicais são os principais responsáveis.

Cálculo renal

A pedra no rim pode causar sintomas após a sua migração para o ureter.

Ao migrar para o ureter distal, junção ureterovesical e uretra, ele pode causar sintomas como:

– Dor abaixo do umbigo;

– Náuseas e vômitos;

– Sangramento na urina;

– Sensação de bexiga cheia após urinar;

– Aumento da frequência urinária.

O tratamento do cálculo renal varia de acordo com o tamanho do cálculo, localização e associação ou não com infecções.

Este pode variar desde o uso de medicamentos, até a cirurgia de pedra no rim a laser.

Cálculo vesical

A pedra na bexiga pode cursar com uma dor constante que piora durante a micção, ardência e dificuldade para urinar, sensação de bexiga cheia e aumento da frequência urinária.

É importante lembrar que esta patologia apresenta a sua origem diferente dos cálculos renais.

O cálculo vesical se forma devido a corpos estranhos ou esvaziamento vesical incompleto.

O esvaziamento incompleto pode ocorrer em casos de obstrução urinária por hiperplasia prostática, estenose de uretra, em casos de hipotonia vesical (dificuldade para contrair a bexiga) e alterações neurológicas.

Já os “corpos estranhos” são normalmente secundários a fios de sutura, utilizados em diversos procedimentos do trato urinário.

O tratamento consiste em retirar este cálculo, seja por fragmentação via endoscópica ou por cirurgia aberta.

No entanto, é importante ter em mente que a causa do cálculo também deve ser resolvida, caso contrário pode ocorrer uma recidiva.

acabo de urinar e continuo com vontade é uma queixa frequente dos pacientes ao médico urologista
Por que acabo de urinar e continuo com vontade?
Esta é uma queixa extremamente frequente no consultório do médico urologista.

Obstrutivas

Diversas causas obstrutivas podem impedir a eliminação adequada da urina e causar o tenesmo vesical.

Dentre as principais doenças, destacamos a hiperplasia prostática e a estenose de uretra.

Hiperplasia prostática benigna

A hiperplasia prostática benigna ou próstata aumentada é uma condição em que há um aumento do volume da próstata, com um estreitamento do canal urinário.

Isso pode resultar em diversos sintomas de urgência e de esvaziamento.

Dentre os sintomas de urgência, destacamos: maior frequência urinária diurna, noturna, urgência miccional e tenesmo vesical.

Já os sintomas de esvaziamento mais frequentes são: dificuldade para urinar, ardência, esforço miccional e jato urinário fraco.

O tratamento da próstata aumentada é extremamente amplo e pode variar desde alterações no estilo de vida, medicamentos, raspagem da próstata e até cirurgias robóticas ou abertas.

Estenose de uretra

O estreitamento do canal urinário, que conecta a bexiga ao meio externo, é chamado de estenose de uretra.

Esta é uma doença fibrótica que pode ocorrer em diferentes partes da uretra, com graus variáveis de estreitamento e extensão.

Ela cursa com sintomas obstrutivos e de urgência, semelhantes a hiperplasia prostática benigna, descrita acima.

O tratamento é extremamente individualizado e varia de acordo com cada paciente, localização e extensão da estenose, número de episódios e outras características.

Ele pode ser realizado por dilatações com sondas vesicais de alívio, cirurgias endoscópicas (uretrotomia interna) e reconstruções da uretra.

Neurológicas

De forma geral, a bexiga é um órgão de armazenamento e eliminação de urina, que possui uma inervação responsável pela sensibilidade e pela contração.

Quando há um prejuízo na inervação responsável pela contração da bexiga, ela não irá contrair o suficiente para eliminar toda a urina.

Isso vai resultar em uma vontade de urinar mesmo após a micção, pois a bexiga não ira se esvaziar completamente.

Esta condição é chamada de hipotonia vesical e pode ser desencadeada por múltiplas doenças neurológicas e secundária a traumas medulares.

A hipotonia vesical apresenta uma ampla variedade de graus e o tratamento abrange desde medidas comportamentais, cateterismo intermitente limpo, medicamentos e até neuroestimulação sacral.

Psicológicas

Diversas alterações psicológicas e psiquiátricas podem desencadear ou exacerbar alterações urinárias pré existentes.

A ansiedade, depressão e o transtorno de estresse pós-traumático se destacam entre as principais patologias.

O tratamento destas condições é extremamente individual e pode variar desde o uso de medicamentos, terapia cognitivo comportamental e outras modalidades.

É válido lembrar que a avaliação psicológica e psiquiátrica deve fazer parte de uma avaliação global do paciente, que deve envolver os outros tópicos descritos neste artigo.

Onde tratar a sensação de bexiga cheia mesmo após urinar?

Este sintoma deve ser investigado e tratado pelo médico urologista.

Realizo a investigação e tratamento no meu consultório, localizado em uma travessa da Avenida Paulista, no Jardim Paulista, em São Paulo – SP.

Para entrar em contato, clique aqui ou no símbolo de whatsapp ao lado.

Conclusão

Neste artigo, falamos sobre as diversas causas de doenças que causam a sensação de bexiga cheia após urinar e seu tratamento.

Este é um sintoma extremamente incômodo que deve ser prontamente investigado e tratado pelo médico urologista.

Espero que vocês tenham gostado do artigo.

Um abraço.

Perguntas frequentes

O que significa a sensação de bexiga cheia mesmo depois de urinar?

Este é um sintoma chamado tenesmo vesical, que pode ser acarretado por uma série de doenças, sendo as principais:
– Infecções urinárias;
– Cálculos renais ou vesicais;
– Ansiedade;
– Hiperplasia prostática;
– Bexiga hipoativa;
– Alterações neurológicas.

O que provoca irritação na bexiga?

A cafeína, produtos gaseificados, comidas picantes e frutas cítricas podem causar a irritação da bexiga.

No entanto, existem diversas doenças que podem ser as responsáveis, sendo essencial a investigação e tratamento com o médico urologista.

Referências

  1. International Continence Society. https://www.ics.org/committees/standardisation/terminologydiscussions/feelingofincompletebladderemptying
  2. Medina, Martha, and Edgardo Castillo-Pino. “An introduction to the epidemiology and burden of urinary tract infections.” Therapeutic advances in urology vol. 11 1756287219832172. 2 May. 2019, doi:10.1177/1756287219832172

Artigo escrito por:

Dr. Eduardo Costa

Dr. Eduardo Costa

Médico Urologista. CRM: 175220-SP | RQE: 103714 Especialista em Cirurgia Minimamente Invasiva (Cirurgia Robótica, Videolaparoscopia e Laser)

Utilizamos cookies para tornar melhor a sua experiência em nosso site. Assim, podemos personalizar conteúdos e oferecer uma navegação mais segura. Ao continuar, você aceita o uso de cookies. Acesse nossa Política de Privacidade para saber mais