10 causas de coceira no pênis e como tratá-las | Dr. Eduardo Costa

coceira no penis

A coceira no pênis é uma alteração frequente que pode acometer homens de todas as idades.

É extremamente incômoda e pode resultar em feridas e infecções secundárias.

Ela pode ser transitória ou não, apresenta múltiplas causas e tratamentos específicos.

O objetivo deste artigo é explicar sobre as dez causas de coceira no pênis e como tratá-las.

O que é a coceira no pênis?

A coceira na genitália masculina é um sintoma extremamente comum, que pode ser resultado de uma série de doenças.

A coceira pode ser localizada somente na cabeça do pênis, no canal da urina ou em sua totalidade.

Ela pode ser acompanhada de outros sintomas, como:

– Vermelhidão

– Ardência

– Descamação

– Sangramento

– Desconforto para urinar

Esta alteração apresenta diversas causas que devem ser investigadas e tratadas adequadamente.

10 causas de coceira no pênis

Candidíase

Esta é uma das principais causas de coceira no pênis e consiste em uma infecção fúngica pelo fungo Candida Albicans.

Ela se manifesta com manchas vermelhas, ardência e coceira na cabeça do pênis (glande).

O diagnóstico é realizado pelo exame físico por um médico urologista.

O tratamento pode variar desde o uso de cremes ou até comprimidos antifúngicos.

Balanopostite

A balanopostite é uma inflamação da glande e prepúcio que apresenta diversas etiologias.

Pode ser causada pela Candida, citada anteriormente, como também por outras infecções fúngicas, bacterianas e secundária a reações alérgicas.

Ela também se manifesta pela vermelhidão na cabeça do pênis, ardência e coceira intensa, tanto na glande quanto no prepúcio.

Esta doença é mais prevalente em indivíduos com fimose e diabéticos.

De acordo com um estudo científico, publicado no International Journal of Preventive Medicine, pacientes circuncisados apresentam uma prevalência de balanopostite reduzida em 68%, quando comparados a pacientes não operados.

O diagnóstico é realizado pelo médico urologista que irá identificar a causa e iniciar o tratamento específico, que pode variar desde o uso de pomadas, higiene adequada, antifúngicos e antibióticos.

Higiene incorreta

O acúmulo de secreções e fluídos na região íntima masculina também é responsável pela coceira nesta região.

A pele do pênis deve ser retraída e o pênis deve ser lavado com água morna e sabonete neutro de 1 a 2 vezes por dia e secado corretamente.

Pacientes com fimose ou excesso de prepúcio, podem apresentar uma maior dificuldade para realizar a limpeza local.

Nestes casos, é recomendada a cirurgia de fimose, assim como medidas de higiene individuais.

Escabiose

A escabiose é a famosa “sarna”. Ela é uma doença parasitária e contagiosa, causada pelo Sarcoptes scabiei.

Manifesta-se como uma coceira intensa, escoriações na pele e vesículas que acometem principalmente a região das mãos e punhos, mas pode acometer outras partes do corpo, incluindo os genitais.

Sendo assim, a coceira peniana pode ser resultado de uma escabiose e deve ser diagnosticada pelo médico urologista.

O tratamento consiste no uso de loções e medicamentos antiparasitários, evitar o contato próximo com outras pessoas, assim como isolar roupas, toalhas e roupas de cama.

Depilação

Quando os homens realizam a depilação, principalmente com lâmina de barbear, podem ocorrer infecções secundárias locais e foliculites.

Estas são obstruções e inflamações dos folículos pilosos, que podem cursar com coceira, ardência e pequenas pápulas vermelhas, semelhantes a uma “espinha”.

O tratamento pode variar desde o uso de pomadas antibióticas, até a observação.

O mais importante neste caso é a prevenção.

É preconizado realizar a depilação com máquinas que aparam os pelos pubianos, pois isso evita a obstrução do folículo piloso e, consequentemente, a foliculite.

coceira no penis pode ser causada por infecções sexualmente transmissíveis
A coceira no pênis pode ser causada por infecções sexualmente transmissíveis, que podem ser prevenidas ao utilizar preservativos nas relações.

Infecções sexualmente transmissíveis (IST’s)

Uretrites

As uretrites podem causar corrimentos purulentos, ardência, dor para urinar e uma coceira no canal do pênis.

Elas são divididas em infecciosas e não infecciosas.

Dentre as infecciosas, as uretrites podem ser divididas em gonocócicas, causada pela Neisseria gonorrhoeae e não gonocócicas, causada por outros agentes (Chlamydia trachomatis, Mycoplasma genitalium, Ureaplasma urealyticum e Trichomonas vaginalis).

As uretrites infecciosas são consideradas infecções sexualmente transmissíveis.

O diagnóstico é realizado pelo urologista através do exame clínico e da cultura da secreção uretral.

O tratamento é realizado com antibióticos orais, investigação de outras infecções sexualmente transmissíveis e tratamento da parceira (o), no caso das uretrites infecciosas.

HPV

Outro exemplo de infecção sexualmente transmissível é o HPV.

Ele pode se manifestar como verrugas assintomáticas ou que causam um leve desconforto, prurido local e até pequenos sangramentos.

O diagnóstico é realizado pelo exame clínico e o tratamento pode variar desde a observação, até a cauterização química ou cirúrgica.

Herpes genital

O herpes genital é uma infecção sexualmente transmissível extremamente prevalente, causada pelo Herpes simples tipo 2.

Ele pode desencadear vesículas (bolhas) que se rompem e formam múltiplas úlceras dolorosas.

Pode se manifestar com ardência local, vermelhidão, coceira e discretas lesões (a depender da fase).

O tratamento é feito com pomadas ou comprimidos antivirais.

Pênis ressecado

O pênis ressecado é outra causa de prurido local. Ele pode causar coceira, ardência e até dor, quando ocorrem rachaduras na pele.

Esta é uma alteração comum nos homens e que apresenta múltiplas causas.

Dentre as principais causas de pênis ressecado destacam-se:

– Falta de lubrificação (relações e masturbação)

– Uso de roupas apertadas

– Higiene incorreta

– Uso de sabonetes e sabões específicos

– Alergias

– Alterações dermatológicas (psoríase, eczema)

O tratamento depende da causa do ressecamento, mas pode variar desde alterações no estilo de vida, com a utilização de roupas arejadas e uma higiene adequada, até o uso de medicamentos.

Alterações dermatológicas

Psoríase genital

A psoríase é uma doença crônica inflamatória da pele, não contagiosa, que pode se manifestar em diferentes regiões do corpo, incluindo a genitália.

Ela pode provocar manchas vermelhas, descamações de pele, coceira e desconforto local. 

O diagnóstico é realizado pelo médico dermatologista através do exame clínico.

O tratamento pode ser feito pelo uso de imunossupressores e outras terapias locais. 

Dermatite de contato

A dermatite de contato é uma inflamação da pele desencadeada pelo contato de certos agentes, que podem causam uma irritação local ou alergia.

Os sintomas variam de uma intensa coceira local, dor, vermelhidão e lacerações na área acometida.

O diagnóstico é realizado pelo exame físico e teste alérgico de contato.

O tratamento consiste na remoção do agente causador da dermatite, limpeza, hidratação local e corticoides e/ou imunomoduladores tópicos.

Líquen plano

Esta é uma doença crônica autoimune da pele que acomete a cavidade oral com maior frequência, mas que também pode se manifestar no pênis.

Ela pode se manifestar de múltiplas formas, com lesões avermelhadas e roxas que causam um desconforto e prurido intensos.

O diagnóstico é realizado pelo exame clínico e pela biópsia da lesão.

O controle desta doença é feito com corticoides e medicamentos sintomáticos.

Onde tratar coceira no pênis?

Ela deve ser tratada pelo médico urologista. Realizo a investigação e tratamento no meu consultório, localizado no Jardim Paulista, São Paulo -SP.

Para entrar em contato, clique aqui ou no símbolo de whatsapp ao lado.

Conclusão

Neste artigo explicamos as dez principais causas de coceira no pênis.

Ela é muito frequente e apresenta diversas etiologias e tratamentos específicos.

Espero que tenham gostado do artigo!

Um abraço.

Perguntas frequentes

O que fazer quando a parte íntima do homem está coçando?

Procure um médico urologista.
Este é o profissional responsável por investigar as diversas causas de coceira genital e iniciar o tratamento.

Qual o melhor remédio para coceira no pênis?

Depende da causa.

Existem múltiplas doenças que podem causar coceira no pênis (infecções fúngicas, herpes genital, uretrites, escabiose, higiene incorreta, dentre outras).

Se a causa for uma infecção fúngica, por exemplo, o tratamento pode ser realizado com pomadas ou comprimidos antifúngicos.
No entanto, se coceira for devido a uretrites gonocócicas, o tratamento é feito com antibióticos.

Dessa forma, o tratamento é individualizado e depende da causa.
Consulte sempre o seu médico urologista para investigação e tratamento adequados.

Referências

  1. Sociedade Brasileira de Dermatologia. https://www.sbd.org.br/doencas/dermatite-de-contato/
  2. Morris BJ, Krieger JN. Penile Inflammatory Skin Disorders and the Preventive Role of Circumcision. Int J Prev Med. 2017 May 4;8:32. doi: 10.4103/ijpvm.IJPVM_377_16. PMID: 28567234; PMCID: PMC5439293.
  3.  Cleveland Clinic. https://my.clevelandclinic.org/health/diseases/21186-balanitis

Artigo escrito por:

Dr. Eduardo Costa

Dr. Eduardo Costa

Médico Urologista. CRM: 175220-SP | RQE: 103714 Especialista em Cirurgia Minimamente Invasiva (Cirurgia Robótica, Videolaparoscopia e Laser)

Utilizamos cookies para tornar melhor a sua experiência em nosso site. Assim, podemos personalizar conteúdos e oferecer uma navegação mais segura. Ao continuar, você aceita o uso de cookies. Acesse nossa Política de Privacidade para saber mais