5 tipos de harmonização peniana mais procuradas pelos homens | Dr. Eduardo Costa

harmonização-peniana

A busca por procedimentos estéticos vem aumentando significativamente entre o público masculino.

Dentre estes, a harmonização peniana vem se destacando, ao melhorar o calibre, aparência e autoestima de muitos homens.

Desta forma, o objetivo deste artigo é explicar os cinco tipos de harmonização peniana mais procurados e realizados pelos homens.

O que é harmonização peniana?

São procedimentos que visam melhorar a simetria e a estética íntima do pênis.

Apresentam diversos tipos, desde os menos invasivos e realizados na própria clínica, até os mais invasivos, realizados em centro cirúrgico.

Atuam no aumento da circunferência do pênis, maior exposição da haste, glande e maior simetria.

Essas alterações em conjunto proporcionam um pênis mais harmônico e com um melhor aspecto estético.

harmonizacao-peniana-antes-e-depois
Antes e depois da harmonização peniana. Através da lipoaspiração da gordura pubiana (amarela), cirurgia de fimose e preenchimento com ácido hialurônico, obtemos uma maior exposição do pênis e aumento do seu calibre.

Quem deve fazer harmonização peniana?

A harmonização do pênis é indicada para homens com:

  • 21 anos ou mais;
  • Pênis embutido;        
  • Queixas estéticas;
  • Baixa autoestima;
  • Dificuldade para higienização (com excesso de prepúcio ou fimose);
  • Infecções locais de repetição.

Contraindicações

Este procedimento não é recomendado para homens que apresentem:

  • Infecções ativas no pênis;
  • Alergia a determinados componentes (ácido hialurônico);
  • Incerteza sobre o procedimento;
  • Impossibilidade de acompanhamento médico;
  • Expectativas desproporcionais.

Tipos

Os procedimentos são divididos em ambulatoriais e cirúrgicos.

Dentre os procedimentos ambulatoriais, que podem ser realizados em clínicas ou hospital dia, destacam-se o engrossamento peniano com ácido hialurônico e a cirurgia de fimose.

Já os procedimentos que exigem internação e realização em centro cirúrgico, incluem a lipoaspiração de púbis, a escrotoplastia e as correções de curvaturas penianas.

Engrossamento peniano com ácido hialurônico

O engrossamento peniano é um procedimento simples e rápido, realizado no consultório ou em centro cirúrgico.

Ele consiste na aplicação de ácido hialurônico em diversos pontos da haste do pênis.

Esta é uma substância maleável e hidrossolúvel, que apresenta consistência semelhante ao pênis.

Isso irá resultar em um aumento da circunferência ou grossura do pênis.

Essa substância é absorvida ao longo do tempo, apresentando duração de aproximadamente 18 meses.

De acordo com um estudo científico publicado no Journal of Clinical Medicine, não houve diminuição da grossura do pênis de pacientes até 18 meses.

Isso foi refletido pelo maior grau de satisfação dos homens até esse período.

A quantidade de preenchimento varia de acordo com características individuais do paciente como:

  • Tamanho do pênis;
  • Elasticidade da pele;
  • Número de sessões;
  • Desejo do paciente.

O aumento do calibre peniano é imediato.

No entanto, são necessários retoques e remodelamentos até o resultado final.

Sendo assim, o resultado imediatamente após a aplicação não é definitivo. A simetria e o calibre alcançados são superiores ao final do tratamento.

É importante lembrar que esse procedimento não é feito em conjunto com a cirurgia de fimose.

É fundamental aguardar 30 dias após esta cirurgia para realizar o engrossamento.          

Cirurgia de fimose

A dificuldade para expor a cabeça do pênis ou o excesso de prepúcio também podem prejudicar a estética do pênis.

Dessa forma, a cirurgia de fimose surge como uma opção para pacientes que não foram operados na infância.

Esta cirurgia retira o anel que impede a exposição da glande, assim como o excesso de prepúcio da região.

Este procedimento, além de proporcionar uma melhora do aspecto estético, ainda proporciona:

  • Menor desconforto na relação;         
  • Melhor higienização local;
  • Menor risco de infecções sexualmente transmissíveis;
  • Retirada do freio do pênis (que pode romper);
  • Menor risco de balanopostites.

Lipoaspiração de púbis

A lipoaspiração de púbis é um procedimento que visa retirar a gordura do púbis que envolve o pênis.

Isso resultará em uma maior exposição da haste peniana, que estava embutida ao redor da gordura pubiana.

O resultado é um pênis mais aparente e maior proporcionalmente.

Pode ou não ser acompanhada de lipoaspiração abdominal e outros procedimentos citados neste artigo.

É realizado pelo médico cirurgião plástico da equipe.

Escrotoplastia

A plástica do escroto ou escrotoplastia é a cirurgia estética para alterações no escroto ou na sua implantação.

Ela é indicada para pacientes com:

  • Excesso de pele no escroto;
  • “Webbed penis” ou alta implantação do escroto ao pênis;
  • Queixas estéticas;
  • Sensação de saco escrotal caído ou muito baixo;
  • Impossibilidade de usar certos tipos de roupas.

Essas alterações podem acarretar em uma menor exposição da haste do pênis, que aparenta uma diminuição do seu tamanho.

A remoção do excesso de pele no escroto, associada a sua reconstrução e implantação mais baixa, leva a uma maior exposição da base do pênis e um testículo mais harmônico e menos caído.

Correção da curvatura peniana

A correção da curvatura peniana também é uma forma de recuperar a simetria peniana, funcionalidade e melhorar a estética íntima.

Essa curvatura pode ser congênita (desde o nascimento) ou adquirida, causada pela doença de Peyronie.

A técnica para desentortar o pênis depende do grau, extensão, função erétil e tamanho do pênis.

Pode variar desde simples plicaturas (pontos) na túnica albugínea, até reconstruções complexas com enxertos ou uso de próteses penianas.

O grau de curvatura é variável, assim como os seus sintomas.

Essas alterações são mais perceptíveis durante a ereção e podem levar a:

  • Dor ou desconforto na relação;
  • Impossibilidade de penetração;
  • Baixa autoestima;
  • Estética peniana prejudicada;
  • Problemas no relacionamento.

Onde fazer harmonização peniana?

Realizo diversos procedimentos nos principais hospitais de São Paulo (SP), junto com minha equipe.

Estamos à disposição para receber você em meu consultório.

Ele fica localizado no Jardim Paulista em São Paulo, próximo aos bairros: Jardins, Bela Vista, Pinheiros, Higienópolis e Consolação.

Para entrar em contato, clique aqui ou no símbolo de WhatsApp ao lado.

Quanto custa uma harmonização peniana?

De R$6.000 a R$30.000.

O preço depende do tipo de harmonização a ser feita, local e equipe médica.

No entanto é essencial conversar com o seu médico, pois estes valores podem ser cobertos parcialmente pelo convênio (a depender do procedimento).

Conclusão

Neste artigo, explicamos as principais formas de harmonização peniana.

Cada homem deve ser avaliado individualmente para escolher o melhor tipo ou a combinação de procedimentos, para um melhor resultado estético.

Espero que tenham gostado do artigo.

Um abraço!

Perguntas frequentes

Como é a harmonização peniana?

Consiste na realização de um ou diversos tipos de procedimentos, visando melhorar o calibre, aparência e simetria do pênis.

Isso pode ser alcançado através de preenchimento com ácido hialurônico, lipoaspiração do púbis, cirurgia de fimose, escrotoplastia e correção da curvatura do pênis.

O resultado inclui uma maior exposição, calibre, higiene e estética do pênis.

É seguro fazer harmonização peniana?

Sim. No entanto, todo procedimento cirúrgico apresenta riscos intraoperatórios, anestésicos e complicações.

Os possíveis riscos e complicações dependem do tipo de harmonização peniana e da individualidade de cada homem.

Desta forma, é fundamental saber dos riscos e benefícios, assim como alinhar as expectativas com o seu médico urologista.

Referências

  1. Romero-Otero, Javier et al. “Non-invasive and surgical penile enhancement interventions for aesthetic or therapeutic purposes: a systematic review.” BJU international vol. 127,3 (2021): 269-291. doi:10.1111/bju.15145
  2. Zucchi, Alessandro et al. “Clinical use of hyaluronic acid in andrology: A review.” Andrology vol. 10,1 (2022): 42-50. doi:10.1111/andr.13083
  3. Yang, Dae Yul et al. “Comparison of Clinical Outcomes between Hyaluronic and Polylactic Acid Filler Injections for Penile Augmentation in Men Reporting a Small Penis: A Multicenter, Patient-Blinded/Evaluator-Blinded, Non-Inferiority, Randomized Comparative Trial with 18 Months of Follow-up.” Journal of clinical medicine vol. 9,4 1024. 5 Apr. 2020, doi:10.3390/jcm9041024

Artigo escrito por:

Dr. Eduardo Costa

Dr. Eduardo Costa

Médico Urologista. CRM: 175220-SP | RQE: 103714 Especialista em Cirurgia Minimamente Invasiva (Cirurgia Robótica, Videolaparoscopia e Laser)

Utilizamos cookies para tornar melhor a sua experiência em nosso site. Assim, podemos personalizar conteúdos e oferecer uma navegação mais segura. Ao continuar, você aceita o uso de cookies. Acesse nossa Política de Privacidade para saber mais