Tadalafila aumenta a testosterona? Conheça a verdade | Dr. Eduardo Costa

tadalafila aumenta a testosterona

A tadalafila aumenta a testosterona? Esta é uma dúvida frequente entre praticantes de musculação e atletas.

Este medicamento inclusive vem sendo utilizado por muitos praticantes de atividade física, que visam melhorar a sua performance.

Mas isso seria um mito ou verdade?

O objetivo deste artigo é explicar se a tadalafila aumenta a testosterona e a sua relação com a musculação e a atividade física.

O que é a tadalafila?

A tadalafila é um vasodilatador que é utilizado para o tratamento de disfunção erétil ou impotência sexual masculina.

Ela age após 60 minutos da sua ingestão e tem duração de 24-36 horas.

Apresenta uma dose específica usada somente antes das relações e outra dose diária, utilizada de forma contínua.

Ele inibe temporariamente uma enzima chamada fosfodiesterase-5, presente nos corpos cavernosos do pênis, local que enche sangue após a excitação e promove a ereção.

O resultado disso é uma vasodilatação e, consequentemente, um maior fluxo de sangue nos corpos cavernosos do pênis, que promovem uma ereção mais rígida.

No entanto, este medicamento não age somente no pênis, mas na circulação corpórea como um todo.

E isso gera um interesse enorme em diversos praticantes de atividades físicas, que buscam uma melhora da sua performance.

Existem muitas crenças e mitos que relatam que a tadalafila aumenta a testosterona, que explicaremos a seguir.

Tadalafila aumenta a testosterona?

Não. A tadalafila isoladamente, em pessoas saudáveis, não aumenta os níveis de testosterona.

Este é um mito que é muito difundido entre atletas e praticantes de atividades físicas.

No entanto, este achado pode ser diferente quando se trata de indivíduos com síndrome metabólica, ou seja, com pressão alta, diabetes e altos níveis de colesterol.

De acordo com um ensaio clínico randomizado publicado na revista Andrologia, pacientes com síndrome metabólica que tomaram tadalafila diária de 05mg apresentaram um aumento da testosterona após 03 meses.

Este é um achado que devemos avaliar com cautela, pois o estudo apresenta algumas limitações e novas evidências científicas ainda não confirmaram este achado.

No entanto, é importante lembrar que isso não deve ser exteriorizado e aplicado para indivíduos saudáveis.

Tadalafila combinada aumenta a testosterona?

Sim. Este achado foi demonstrado em alguns estudos científicos, porém somente em pacientes com deficiência de testosterona.

Foi identificado que a combinação de tadalafil com enantato ou undecanoato de testosterona em homens com deficiência moderada e grave de testosterona foi benéfica.

Esta combinação demonstrou resultados superiores dos níveis de testosterona, em comparação ao uso isolado de enantato ou undecanoato de testosterona.

Entretanto, é importante frisar que este achado não foi reproduzido em indivíduos saudáveis que estão realizando reposição de testosterona sem deficiência e/ou indicação médica.

tadalafila aumenta a testosterona
Alguns homens acreditam que a tadalafila aumenta a testosterona, mas isso não é verdade, ela atua apenas como um vasodilatador.

Ajuda no ganho de massa muscular?

Sim. Segundo um estudo científico publicado na revista Endocrine, o uso da tadalafila diária de 5mg em pacientes não obesos e com disfunção erétil ou sintomas prostáticos, resultou em ganho de massa muscular magra.

Acredita-se que este resultado foi uma consequência do aumento da secreção de insulina, redução do estradiol e melhora da função endotelial dos vasos sanguíneos.

Vale lembrar que, apesar dos homens não serem obesos nesta amostra, eles não eram completamente saudáveis, apresentando disfunção erétil e/ou sintomas prostáticos.

Ou seja, este achado não deve ser aplicado para indivíduos jovens, saudáveis, que buscam uma melhora de performance.

Emagrece?

Atualmente há pouca evidência científica sobre a relação da tadalafila com o emagrecimento.

Neste momento, poucos estudos tem investigado essa relação, destacando-se um achado de diminuição da gordura visceral em coelhos que utilizaram essa medicação e também um aumento da lipólise (quebra da gordura) em humanos.

Neste último estudo, foi identificado que a lipólise aumentou após 2 e 6 horas do uso da tadalafila, identificado pelo aumento de glicerol e ácidos graxos livres no sangue.

No entanto, estudos mais robustos ainda são necessários e não há consenso sobre o seu uso para o emagrecimento.   

Melhora o condicionamento físico?

Não. Poucos estudos avaliaram a eficácia da tadalafila para a melhora de condicionamento físico e performance em indivíduos saudáveis.

Dentre eles, um estudo verificou que em atletas saudáveis, o uso de 20mg de tadalafila antes da atividade física não alterou substancialmente a função cardiopulmonar e parâmetros relacionados ao condicionamento físico, em condições naturais de oxigênio.

Dentre os parâmetros analisados foram avaliados:

  • VO2: que é o volume máximo de oxigênio captado durante o exercício físico, chamado de potência aeróbica máxima;
  • Limiar anaeróbio ventilatório: máximo de intensidade durante um exercício antes de ocorrer um aumento significativo de lactato;
  • Lactato no sangue;
  • Frequência respiratória;

Ou seja, mais estudos também são necessários para avaliar a real função da tadalafila na melhora da performance.

Conclusão

Neste artigo, explicamos a relação da tadalafila com o aumento da testosterona, musculação, condicionamento físico e combinações com derivados de testosterona.  

Espero que tenham gostado do artigo!

Um abraço!

Perguntas frequentes

Para que serve a tadalafila na musculação?

Acredita-se que ela possa promover o aumento de massa magra.

No entanto, não há evidências científicas robustas que comprovem tal achado em indivíduos saudáveis, sem comorbidades.

Para que serve testosterona com tadalafila?

Para aumentar os níveis de testosterona.

Em indivíduos com deficiência de testosterona, a combinação de enantato ou undecanoato de testosterona com tadalafila, apresenta um aumento da testosterona superior ao uso isolado destes hormônios.

Referências

  1. Ozcan, L et al. “Effects of taking tadalafil 5 mg once daily on erectile function and total testosterone levels in patients with metabolic syndrome.” Andrologia vol. 49,9 (2017): 10.1111/and.12751. doi:10.1111/and.12751
  2. Kim, J W et al. “Combination therapy of testosterone enanthate and tadalafil on PDE5 inhibitor non-reponders with severe and intermediate testosterone deficiency.” International journal of impotence research vol. 25,1 (2013): 29-33. doi:10.1038/ijir.2012.32
  3. Aversa, Antonio et al. “Tadalafil improves lean mass and endothelial function in nonobese men with mild ED/LUTS: in vivo and in vitro characterization.” Endocrine vol. 56,3 (2017): 639-648. doi:10.1007/s12020-016-1208-y
  4. Di Luigi, L et al. “The long-acting phosphodiesterase inhibitor tadalafil does not influence athletes’ VO2max, aerobic, and anaerobic thresholds in normoxia.” International journal of sports medicine vol. 29,2 (2008): 110-5. doi:10.1055/s-2007-965131

Artigo escrito por:

Dr. Eduardo Costa

Dr. Eduardo Costa

Médico Urologista. CRM: 175220-SP | RQE: 103714 Especialista em Cirurgia Minimamente Invasiva (Cirurgia Robótica, Videolaparoscopia e Laser)

Utilizamos cookies para tornar melhor a sua experiência em nosso site. Assim, podemos personalizar conteúdos e oferecer uma navegação mais segura. Ao continuar, você aceita o uso de cookies. Acesse nossa Política de Privacidade para saber mais