5 melhores tratamentos para as Glândulas de Tyson | Dr. Eduardo Costa

glandulas-de-tyson-tratamento

As glândulas de Tyson são estruturas benignas, presentes na coroa da glande de muitos homens.

Podem gerar um desconforto tanto funcional quanto estético, sendo necessária a sua remoção.

Mas como isso é possível?

O objetivo deste artigo é explicar os cinco melhores tratamentos para as glândulas de Tyson, assim como as vantagens e desvantagens de cada um deles.

O que é a glândula de Tyson?

As glândulas de Tyson são pequenas pápulas (bolinhas) róseas, localizadas na coroa da glande peniana.

Elas são múltiplas, apresentam tamanhos variados e podem acometer somente uma porção da coroa ou toda a sua extensão.

Tem a função de produzir líquidos lubrificantes durante a relação sexual.

Estão presentes desde o nascimento, mas são mais visíveis durante o período da adolescência, em que há maior interesse pelo órgão e ereção.

Estas alterações não correspondem a infecções sexualmente transmissíveis ou doenças contagiosas.

Sintomas

Estas estruturas normalmente não causam sintomas.

As maiores queixas em relação a estas pequenas bolinhas na coroa da glande são desconfortos na penetração e a questão estética.

Diagnóstico

O médico urologista é o responsável por identificar estas glândulas e diferenciá-las de outras lesões penianas.

Ele fará o exame físico e, caso haja dúvidas, pode realizar uma pequena biópsia para análise microscópica desta lesão.

tratamentos para as glândulas de tyson
O tratamento das glândulas de Tyson consiste em remover as pápulas rosadas localizadas na coroa da glande.

5 melhores tratamentos para as Glândulas de Tyson

Existem diversos tipos de tratamento para remover estas glândulas.

Cada um apresenta uma particularidade, vantagens e desvantagens, que devem ser discutidas com o seu médico urologista.

É válido lembrar que a presença destas glândulas é normal e não exige tratamento.

As principais indicações de tratamento são homens com queixas estéticas e com sintomas como, dor ou desconforto durante a penetração.

Crioterapia

A crioterapia é a aplicação de uma substância sob baixas temperaturas para destruir as glândulas.

Normalmente é feita com nitrogênio líquido.

É um método amplamente utilizado para remoção de verrugas e lesões em diferentes partes do corpo.

O procedimento dura poucos minutos e depende do tamanho e da quantidade das lesões.

Ao aplicar essa substância, ocorre um leve resfriamento da lesão, que dura poucos segundos, mas pode gerar um discreto desconforto.

É normal a formação de uma crosta nas glândulas ao fim do procedimento.

Após um período de 7 a 14 dias, elas costumam se soltar e desaparecer.

Este método é rápido, fácil e eficaz, mas varia de acordo com o tamanho e a extensão das glândulas.

É recomendada de uma a três sessões com um intervalo de 2 a 4 semanas para um tratamento completo.

Vantagens

  • Realizado no próprio consultório ou clínica;
  • Não é necessária anestesia;
  • Praticamente indolor;
  • Duração de poucos minutos.

Desvantagens

  • Necessita de um profissional habilitado;
  • Pode ser necessária mais que uma sessão;
  • Efeito não é imediato.

Cauterização

A cauterização é um método extremamente eficaz e rápido que consiste em “queimar” as glândulas com energia elétrica.

Este procedimento pode ser realizado no consultório ou em centro cirúrgico.

Após uma antissepsia, é realizada uma anestesia local na base do pênis.

Quando bem anestesiado, a cauterização é realizada em minutos, com a remoção instantânea das lesões.

É normal a formação de uma pequena crosta após a cauterização, que irá se soltar ao longo dos dias.

Vantagens

  • Extremamente resolutiva;
  • Método rápido e fácil;
  • Realizada em uma única sessão.

Desvantagens

  • Necessária anestesia local com ou sem sedação;
  • Mais doloroso;
  • Necessário equipamento de cauterização na clínica ou autorização do procedimento em centro cirúrgico.

Laser

A aplicação de laser é uma opção para o tratamento das glândulas de Tyson.

Este método é amplamente utilizado para diversos tratamentos cosméticos da pele.

Consiste em uma a três sessões de aplicações de ondas de calor neste local, provocando a remoção destas pápulas.

De acordo com uma revisão sistemática, publicada na revista científica Lasers in Medical Science, diversos tipos de laser podem ser utilizados para tal finalidade.

Os principais são o laser de CO2 e o erbium. Ambos demonstraram uma alta eficácia com pouco desconforto.

Vantagens

  • Método não invasivo;
  • Realizado em consultórios ou clínicas;
  • Pouco doloroso.

Desvantagens

  • Podem ser necessárias mais que uma sessão;
  • Custo elevado;
  • Necessidade de profissional habilitado.

Cirurgia

A cirurgia é um método invasivo para a remoção das glândulas de Tyson.

Ela normalmente é indicada quando, além do tratamento das glândulas de Tyson, serão necessários outros procedimentos cirúrgicos em paralelo, como a cirurgia de fimose.

É um método seguro realizado em centro cirúrgico com equipe médica completa.

O procedimento é feito sob anestesia local e sedação, e o paciente dormirá durante todo o procedimento, sem dor ou desconforto.

Vantagens

  • Maior segurança (realizado em centro cirúrgico, com monitorização do paciente);
  • Menor risco de infecção;
  • Resolutivo;
  • Podem ser realizadas cirurgias em paralelo;
  • Indolor (realizado sob anestesia e sedação).

Desvantagens

  • Procedimento hospitalar;
  • Custo mais elevado;

Acompanhamento

O acompanhamento com o médico urologista também é uma opção.

Em alguns casos, estas alterações benignas podem diminuir de tamanho e até desaparecerem espontaneamente com o passar do tempo.

Caso não haja desconforto ou necessidade de tratamento imediato, esta pode ser uma ótima alternativa.

Vantagens

  • Método prático e fácil;
  • Sem risco de complicações.

Desvantagens

  • Longa duração;
  • Pode não ser eficaz;
  • Pode somente diminuir de tamanho e não desaparecer.

Onde tratar glândulas de Tyson?

Realizo diversos procedimentos para o tratamento das glândulas de Tyson no meu consultório.

Ele fica localizado no Jardim Paulista em São Paulo, próximo aos bairros: Jardins, Bela Vista, Pinheiros, Higienópolis e Consolação.

Para entrar em contato, clique aqui.

Conclusão

Neste artigo explicamos como é feito o tratamento das glândulas de Tyson, assim como as suas vantagens e desvantagens.

O tratamento deve ser individualizado e discutido com o seu médico urologista.

Espero que tenham gostado do artigo!

Um abraço.

Perguntas frequentes

O que fazer para remover as glândulas de Tyson?

Existem diversos tipos de tratamentos que removem as glândulas de Tyson.

Dentre eles, a crioterapia (aplicação de resfriamento local), cauterização, laser de CO2 e cirurgia.

Qual o remédio que trata a glândula de Tyson?

Não existem remédios eficazes para o tratamento da glândula de Tyson.

Os tratamentos de escolha são a crioterapia, cauterização, aplicação de laser e cirurgia.

Referências

  1. Aldahan, Adam S et al. “Diagnosis and Management of Pearly Penile Papules.” American journal of men’s health vol. 12,3 (2018): 624-627. doi:10.1177/1557988316654138
  2. Honigman, Anthony D et al. “Management of Pearly Penile Papules: A Review of the Literature.” Journal of cutaneous medicine and surgery vol. 24,1 (2020): 79-85. doi:10.1177/1203475419887730
  3. Maranda, Eric L et al. “Laser therapy for the treatment of pearly penile papules.” Lasers in medical science vol. 32,1 (2017): 243-248. doi:10.1007/s10103-016-2065-x

Artigo escrito por:

Dr. Eduardo Costa

Dr. Eduardo Costa

Médico Urologista. CRM: 175220-SP | RQE: 103714 Especialista em Cirurgia Minimamente Invasiva (Cirurgia Robótica, Videolaparoscopia e Laser)

Utilizamos cookies para tornar melhor a sua experiência em nosso site. Assim, podemos personalizar conteúdos e oferecer uma navegação mais segura. Ao continuar, você aceita o uso de cookies. Acesse nossa Política de Privacidade para saber mais