10 causas de verruga genital masculina e como removê-las | Dr. Eduardo Costa

verruga-genital-masculina

O surgimento de uma verruga na genitália é um evento que assusta muito homens de todas as idades.

O medo de ser uma infecção sexualmente transmissível, câncer ou doenças mais graves atormenta a mente dos homens.

Sendo assim, o objetivo deste artigo é explicar as 10 causas de verruga genital masculina e como removê-las.

O que é uma verruga genital masculina?

É uma lesão sólida de aspecto vegetante, ou seja, acima do nível da pele, que surge na região genital do homem.

Pode acometer diferentes porções do pênis (glande, haste, prepúcio e meato uretral), assim como o púbis, escroto e a região inguinal.

Apresenta diversos tamanhos e apresentações, podendo ser única ou múltiplas.

Sintomas

A verruga genital masculina pode apresentar diferentes sintomas a depender da causa.

De forma geral, os principais sintomas são:

  • Coceira no local da verruga;
  • Sangramento ao contato;
  • Dor a manipulação;
  • Ardência;
  • Saída de secreções.

Diagnóstico

A diferenciação entre as diferentes causas de verruga genital masculina é realizada pelo médico urologista.

Ele irá realizar um exame físico completo, solicitar exames de sangue e sorologias para investigar infecções sexualmente transmissíveis.

Caso seja necessário, ele irá remover a verruga e enviar para biópsia e análise microscópica.

10 causas de verruga genital masculina

As verrugas genitais no homem são basicamente divididas em:

  • Infecções sexualmente transmissíveis;
  • Alterações benignas;
  • Lesões malignas;
  • Infecciosas.

A seguir, explicaremos sobre cada uma dessas doenças.

Infecções sexualmente transmissíveis

As infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) destacam-se entre as principais causas de verruga genital masculina.

As taxas de incidência têm aumentado significativamente nos últimos anos.

De acordo com um estudo científico publicado no Journal of the American Medical Association, 1 a cada 5 adultos já tiveram algum tipo de infecção sexualmente transmissível.

Desta forma, é essencial solicitar as sorologias do casal, caso surja qualquer verruga ou lesão na região íntima masculina.

HPV (Papiloma Vírus Humano)

A verruga pelo HPV, também chamada de condiloma, é uma das lesões mais frequentes.

É uma infecção sexualmente transmissível (IST), adquirida através do contato sexual oral, vaginal ou anal.

Pode permanecer silenciosa, sem manifestar verrugas por grandes períodos após o contato.

Apresenta-se como uma pequena lesão rósea e indolor, única ou múltipla, normalmente assintomática, mas que pode crescer ao longo do tempo.

Acometem desde a região pubiana, inguinal, anal, até os testículos e o pênis.

Quando presentes, os principais sintomas são:

  • Coceira;
  • Discreto sangramento à manipulação;
  • Desconforto ao contato.

O diagnóstico é realizado através do exame físico pelo médico urologista.

Caso haja dúvidas, pode-se retirar esta lesão e enviar para biópsia.

Estas verrugas podem ser removidas através de cremes, cauterização, crioterapia (congelação) e até cirurgias, a depender da extensão e da quantidade de lesões.

No entanto, é válido lembrar que a remoção da lesão não cura a infecção pelo HPV, somente retira a sua manifestação.

Desta forma, recidivas podem ocorrer e o acompanhamento é fundamental.

verruga genital masculina
A verruga genital masculina pode ser causada por diversas alterações benignas, malignas e por infecções sexualmente transmissíveis, como pelo vírus HPV.

Herpes genital

O herpes genital é outra infecção sexualmente transmissível extremamente frequente em homens.

É causada por um vírus chamado Herpes simplex tipo 2 (HSV-2).

Manifesta-se inicialmente com uma ardência ou coceira na região onde as lesões irão surgir.

Após isto, podem formar diversas vesículas (pequenas bolhas) que estouram e formam úlceras rasas e crostas.

Estas crostas normalmente são identificadas pelos homens e chamadas de “verrugas”.

Após um determinado tempo, estas crostas cicatrizam e desaparecem.

Estas lesões podem causar os seguintes sintomas:

  • Ardência;
  • Dor;
  • Discreto sangramento;
  • Aumento de sensibilidade local;
  • Coceira.

O diagnóstico é feito pelo médico urologista através do exame físico completo.

A remoção cirúrgica destas verrugas não é recomendada, pois elas desaparecem rapidamente e podem recidivar.

O tratamento com pomadas e antivirais orais acelera o desaparecimento destas lesões.

No entanto, semelhante ao vírus HPV, o tratamento não erradica o vírus da herpes, somente trata a sua manifestação.

Sífilis

A sífilis também é uma IST, causada pela bactéria Treponema pallidum.

Em sua forma primária, manifesta-se como uma pequena ferida no pênis, única e indolor que desaparece espontaneamente.

Este é um dos motivos pelo qual muitos homens não procuram ajuda médica inicialmente.

No entanto, é um equívoco, pois o desaparecimento desta lesão não significa que ela foi tratada.

Na verdade, quando ela desaparece, fica latente por um período e, posteriormente, manifesta-se em sua forma secundária ou terciária.

Por isso, é fundamental realizar o diagnóstico através do exame físico, coleta de sorologias específicas e não específicas para sífilis, além do tratamento com antibióticos.

Vale ressaltar que a sífilis é uma doença curável, sendo fundamental notificar a(o) parceira(o) para o tratamento conjunto.

Cancro mole

Esta é uma IST causada pela bactéria Haemophilus ducreyi.

Apresenta características um pouco distintas das outras doenças, como:

  • Múltiplas feridas ou verrugas no pênis, testículos e região inguinal;
  • Dolorosas;
  • Úmidas;
  • Secreção amarelada com mal cheiro.

O diagnóstico é realizado pelo exame físico completo pelo médico urologista e análise da cultura desta secreção.

O tratamento do homem e de sua parceria é realizado com antibióticos específicos.

A investigação de outras infecções sexualmente transmissíveis também é fundamental.

Alterações benignas

Foliculite

A foliculite é o nome científico dado para o famoso “pelo encravado”, correspondendo a inflamação e a infecção do folículo piloso.

Normalmente ocorre após a depilação dos pelos pubianos (acima do pênis) com a lâmina de barbear.

Estas lesões manifestam-se como pequenas bolinhas ou verrugas avermelhadas e dolorosas.

Elas são identificadas pelo médico urologista através do exame físico.

O tratamento consiste no uso de antibióticos tópicos ou orais (em certos casos), compressas mornas e evitar a depilação local por um período.

Caso haja o desenvolvimento de pequenos abscessos, a drenagem é realizada na própria clínica.

Grânulos de Fordyce

Os grânulos de Fordyce são discretas glândulas sebáceas que acometem principalmente a base do pênis.

Correspondem a pequenas pápulas amareladas e não costumam causar nenhum tipo de sintoma.

São identificadas através do exame físico e normalmente o tratamento não é necessário.

Caso haja alguma queixa estética, pode ser realizada a retirada destas lesões.

Glândulas de Tyson

As glândulas de Tyson são alterações benignas que surgem na coroa da glande (cabeça do pênis).

Elas aparecem normalmente na adolescência e podem ser únicas ou múltiplas, acometer somente uma porção da coroa ou a sua totalidade.

A maioria dos casos são assintomáticos, mas quando presentes, os principais sintomas são:

  • Dor durante a relação;
  • Sangramento;
  • Queixa estética;

Elas são identificadas através do exame físico pelo urologista e não exigem tratamento obrigatoriamente.

Quando indicada, a remoção destas glândulas pode ser feita através da cauterização, crioterapia (congelação) ou cirurgia.

Angioqueratoma

Esta é uma lesão vascular benigna, menos conhecida, mas muito prevalente entre os homens.

Corresponde a múltiplas bolinhas ou “verrugas” de cor violeta que acometem em maior proporção o saco escrotal.

Normalmente não causam sintomas, mas podem trazer desconfortos em relação a estética.

A remoção destes pequenos vasinhos é realizada através da cauterização, um procedimento ambulatorial rápido e seguro.

Alterações malignas

Câncer de pele

A grande maioria das verrugas genitais masculinas são infecciosas e benignas.

No entanto, uma pequena parcela delas podem ser tumores de pele.

Normalmente estas lesões apresentam características distintas das explicadas anteriormente.

De forma geral, costumam ser assimétricas, escurecidas e com bordas irregulares.

Dentre os tipos, os principais são: carcinoma basocelular, espinocelular e os melanomas.

O diagnóstico é realizado após uma biópsia feita pelo médico dermatologista e o tratamento varia de acordo com o tipo e extensão da lesão.

Outras causas

Molusco contagioso

O molusco contagioso é uma infecção de pele contagiosa causada pelo poxvírus.

Apresenta uma maior prevalência em crianças, na região das mãos e dos pés.

No entanto, pode acometer homens e mulheres de todas as idades, nos mais diversos locais do corpo.

Manifesta-se como múltiplas lesões avermelhadas e pruriginosas.

O diagnóstico é realizado pelo médico urologista ou dermatologista através do exame físico.

Já o tratamento, é feito com a adoção de algumas medidas, como:

  • Isolamento dos contaminados;
  • Separação de roupas e lençóis dos contaminados;
  • Tratamento dos sintomas;
  • Pomadas;
  • Curetagens das lesões (em alguns casos).

Como remover as verrugas genitais masculinas?

A remoção das verrugas depende da causa.

De forma geral, esta remoção pode ser realizada através de tratamentos clínicos, procedimentos ambulatoriais ou cirurgias.

O tratamento clínico engloba o uso de antibióticos orais (infecções bacterianas), antivirais orais e pomadas.

Já os procedimentos ambulatoriais incluem:

  • Cauterização das verrugas;
  • Crioterapia (congelamento);
  • Aplicação de ácidos.

No entanto, casos mais extensos podem necessitar de cirurgia sob sedação e anestesia local para a ressecção completa das lesões.

Onde remover?

Eu realizo a investigação e a remoção das verrugas no meu consultório, localizado no Jardim Paulista, São Paulo – SP.

Para entrar em contato clique aqui ou no símbolo de WhatsApp ao lado.

Conclusão

Neste artigo, explicamos as principais causas de verruga genital masculina e como removê-las, através de diferentes tipos de tratamentos.  

Caso apresente alguma verruga, procure um médico urologista para ser avaliado!

Espero que tenham gostado do artigo!

Um abraço.

Perguntas frequentes

Como saber se a verruga é HPV ou não?

O médico urologista normalmente identifica se a verruga genital é causada pelo vírus HPV através do exame físico e, caso haja dúvida diagnóstica, através de uma biópsia e análise microscópica.

O que fazer para tirar uma verruga genital masculina?

A remoção de uma verruga depende da causa.

Caso esta verruga seja causada pelo HPV, a remoção pode ser realizada através de cremes tópicos, cauterização, crioterapia e até cirurgia.

No entanto, existem diversas causas que exigem tratamento com antibióticos ou antivirais.

Desta forma, a avaliação com um médico urologista é fundamental.

Referências

  1. Sociedade Brasileira de Dermatologia. https://www.sbd.org.br/doencas/condiloma/
  2. Tuddenham, Susan et al. “Diagnosis and Treatment of Sexually Transmitted Infections: A Review.” JAMA vol. 327,2 (2022): 161-172. doi:10.1001/jama.2021.23487.
  3. Chipollini, Juan et al. “Patient presentation, differential diagnosis, and management of penile lesions.” Canadian Urological Association journal = Journal de l’Association des urologues du Canada vol. 13,2 Suppl 1 (2019): S2-S8. doi:10.5489/cuaj.5712

Artigo escrito por:

Dr. Eduardo Costa

Dr. Eduardo Costa

Médico Urologista. CRM: 175220-SP | RQE: 103714 Especialista em Cirurgia Minimamente Invasiva (Cirurgia Robótica, Videolaparoscopia e Laser)

Utilizamos cookies para tornar melhor a sua experiência em nosso site. Assim, podemos personalizar conteúdos e oferecer uma navegação mais segura. Ao continuar, você aceita o uso de cookies. Acesse nossa Política de Privacidade para saber mais